Primeiras Impressões | The God of High School

Depois do sucesso com Tower of God na temporada passada, a nova aposta do selo Crunchyroll Originals é The God of High School, mais uma produção em parceria com a Webtoon, que publica quadrinhos digitais na Coreia do Sul. Baseado no manhwa escrito e ilustrado por Yongje Park, a animação é um dos destaques de julho de 2020, aproveitando a popularidade do material de origem. Curiosamente, apesar de terem temáticas diferentes, as duas produções originais do serviço de streaming contam com pontos em comum e começaram demonstrando grande potencial.

Apesar do título, a trama não é ambientada em um colégio do ensino médio e nem conta com deuses. Na verdade, God of High School é o nome de um torneio de artes marciais mistas para estudantes. O vencedor da competição terá qualquer desejo realizado – tá aí a primeira semelhança com Tower of God, onde quem chegasse no topo da torre também teria um pedido realizado. Outro ponto em comum é a estrutura, como a presença de um Battle Royale como um dos desafios iniciais, além do foco em um trio principal.

Até o momento, o protagonista Jin foi o único que ganhou um maior desenvolvimento, incluindo um flashback com seu avô e a apresentação de sua personalidade determinada e altruísta. Han e Mira tiveram menos tempo de tela, mas já demonstraram carisma suficiente para torcemos por eles. O que chama atenção é o fato de que cada personagem apresenta um estilo de luta diferente, como taekwondo, karatê e até outros que utilizam armas brancas. Claro, com aquelas pirações de animes – diria até com certa inspiração em Dragon Ball.

E por falar nos confrontos, o estúdio Mappa mostrou muita competência nas sequências de ação, com destaque para uma perseguição com bastante movimentação e impacto no primeiro episódio. O pouco que vimos no torneio também não decepcionou, demonstrando uma grande diversidade de estilos de combate e fluidez de movimentos. Outro destaque vai para a forma como a animação alia ação a comédia, abusando de caras e bocas divertidas, momentos propositalmente exagerados e o uso de câmera lenta.

Por enquanto, estamos acompanhando as eliminatórias de Seul da competição, então é esperado que a escala aumente com o decorrer dos episódios, até chegar no nível nacional e, quem sabe, internacional. Além das lutas, a estreia ainda explorou os bastidores do evento e a misteriosa organização por trás dele. Ainda não é possível prever qual é o verdadeiro objetivo deles, porém tudo indica que há conspirações e segredos envolvidos.

O piloto de The God of High School foi bom o suficiente para dar ao espectador vontade de continuar acompanhando a história. É comum que animes tenham arcos envolvendo competições e até girem em torno de torneios, como no caso dos esportivos, mas esse ainda consegue se manter relevante por contar a narrativa de um ponto de vista de fora do Japão – nesse caso, a Coreia do Sul – ganhando um outra personalidade.

Com uma das melhores estreias da temporada, esta é uma ótima indicação para conferir nessa temporada, marcando mais um acerto da Crunchyroll Originals. Se você gosta de animes de luta, o material com certeza vai agradar. Resta saber se o alto nível será o mesmo com o decorrer dos episódios.

The God of High School
4.5

Comentário do Crítico

A produção conta com um início promissor, trazendo personagens carismáticos e uma perspectiva diferente sobre competições de artes marciais. O estúdio Mappa faz um excelente trabalho, trazendo uma animação fluida, impactante e encontrando equilíbrio entre a ação e a comédia.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Start typing and press Enter to search