Han Solo: Uma História Star Wars teve importantes mudanças com a troca de diretores

[CONTÉM SPOILERS!]
.
.
.
.
.
.

De acordo com o Huffpost, a troca de Phil Lord e Chris Miller por Ron Howard, na direção de Han Solo: Uma História Star Wars, pode ter trazido importantes mudanças no filme. E elas foram:

• O gângster Dryden Vos, interpretado por Paul Bettany, originalmente seria um personagem em CGI, interpretado por Michael K. Williams. Mas a mudança foi necessária por problemas na agenda. De acordo com Bettany:

“Eles aproveitaram a oportunidade para repensar o personagem quando Michael K. Williams [ficou indisponível]. K. Williams é um ator brilhante e o risco que você corre sendo um ator brilhante é que você sempre tem trabalho. Então ele estava ocupado quando fizeram as regravações. Eu nunca corro esse risco, então estava desempregado. O azar dele foi a minha sorte”.

• A outra mudança foi sobre a corrida de Kessel, que Solo diz ter completado em 12 parsecs na trilogia original.

“Foi uma das sequências mais difíceis do filme de decidir pois sabíamos que queríamos fazer isso desde o início”, revelou o roteirista Lawrence Kasdan. “Mas o que é [parsec] exatamente? E o que faz a corrida tão difícil? Quanto tempo leva? Pois o parsec não é uma unidade de tempo e, sim, de distância. Como esclarecemos isso?”.

Kasdan diz que a entrada de Howard foi muito importante nesta questão, pois ele fez a cena ser mais parecida com uma corrida de carro.

Han Solo: Uma História Star Wars está em cartaz nos cinemas. Alden Ehrenreich interpreta a versão jovem do icônico personagem. O elenco conta também com nomes como Donald Glover, Woody Harrelson, Emilia Clarke e Thandie Newton.

Sobre o Autor /

Um designer geek, cinéfilo de carteirinha, louco por livros e grande fã de Turma da Mônica e Mauricio de Sousa.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Start typing and press Enter to search