Ranking | Filmes de Super-Heróis de 2018

Depois do público escolher os melhores filmes de super-heróis do ano, pela votação do Vagão de Ouro 2018 (clique aqui para ver), agora chegou a vez de conhecermos a opinião da redação do Trem do Hype.

Chegamos a um consenso, considerando os oito longas que foram lançados nos cinemas com essa temática, e cada redator defendeu a sua posição abaixo. Lembrando que ao clicar no título de cada filme, você confere a crítica do site sobre o mesmo:

Venom

Venom foi um filme que ao mesmo tempo que errou muito, também acertou. Apesar de não ter agradado grande parte do público, por conta de tom, roteiro e personagens, o filme solo do vilão fez um enorme sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 800 milhões mundialmente. Isso mostra o quanto o público se interessou pelo personagem, tanto que uma sequência já está em desenvolvimento.Pedro Henrique Figueira

O Doutrinador

Se 2018 foi um ano ótimo para o cinema brasileiro, O Doutrinador tem grande participação nisso. Sendo um longa baseado em uma HQ criada por Luciano Cunha, ele inaugurou o gênero no nosso país. Protagonizado por Kiko Pissolato, o filme do anti-herói tem problemas, mas trouxe uma linguagem bem cartunesca e cenas de ação intensas, tendo uma boa trajetória nos cinemas. Por causa dele, mais longas do tipo podem vir por aí.Pedro Henrique Figueira

Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas

Quem é fã da animação Os Jovens Titãs em Ação! vai gostar do que foi feito aqui, principalmente pelo fato de que o filme foi feito pensando neles: um público mais infantil. Há diversas referências às HQs da DC Comics, zoeiras com a Marvel – e com a própria DC -, além de uma participação do Stan Lee. Porém a trama, centrada em Robin e o desejo de ter seu próprio filme, não se sustenta por ser uma história previsível e um roteiro muito simples, mas que funciona dentro da proposta. É um filme muito divertido, mas que não precisava ser lançado nos cinemas.Gabriel Santos

Deadpool 2

Depois do grande sucesso que foi Deadpool e uma boa dose de originalidade, a sequência tinha um desafio muito grande em manter o nível. Desta vez com a premissa de ser um filme família, temos a inclusão de Cable e da X-Force, que são muito bem-vindos e possivelmente as melhores coisas do longa. Além de manter o humor adulto e referências à cultura pop, Deadpool 2 conta com problemas de roteiro, como facilitações para a viagem no tempo, que é reconhecido pelo próprio filme em tom de zoeira. Mesmo assim, vale a pena conferir Ryan Reynolds de volta ao papel que nasceu para fazer.Gabriel Santos

Aquaman

Desde o lançamento do material promocional de Liga da Justiça, muitos fãs estavam ansiosos pelo longa do Aquaman de Jason Momoa, com toda a sua aparente rebeldia e bravura. No fim das contas, o filme entrega tudo e muito mais do que se esperaria de uma história de origem do personagem.

A visão do diretor James Wan é extremamente ambiciosa, trazendo a construção de um universo muito rico em detalhes e cenas de ação impressionantes. Essa abordagem cria altas expectativas para as potenciais sequências e representa mais um passo certo para o Universo Cinematográfico da DC.José Gabriel Fernandes

Homem-Formiga e a Vespa

O primeiro Homem-Formiga (2015) ficou muito na sombra de suas polêmicas. Com a demissão de Edgar Wright e a entrada de Peyton Reed na direção, parece que algo ficou perdido. Parecia que o roteiro pedia uma abordagem um pouco mais satírica e menos centrada nos dramas de seus personagens.

Em Homem-Formiga e a Vespa, porém, parece que o roteiro foi pensado para essa abordagem mais humana, que Reed conduz com muita flexibilidade, ao colocar as motivações de seus personagens no centro das cenas de ação absurdas. Pode ser um filme de super-herói na superfície, mas, no fundo, é só a história de um bando de desconhecidos buscando a mesma coisa por motivos diferentes (sendo esses legítimos, ou não).José Gabriel Fernandes

Vingadores: Guerra Infinita

Após 10 anos de construção deste universo, a Marvel acertou novamente trazendo um filme que reúne dezenas de heróis, mas ainda consegue dosar o desenvolvimento de cada um e trazer ótimas dinâmicas. Vingadores: Guerra Infinita conta com o melhor que cada franquia individual apresentou, como o bom humor, sequências de ação eletrizantes, personagens carismáticos, além de incluir uma maior carga dramática à trama. O mais interessante é o fato deste filme ser protagonizado por Thanos, um dos melhores vilões do estúdio, que ganha ainda mais potencial pela atuação de Josh Brolin. Ainda vale destacar o excelente trabalho feito pela equipe de efeitos visuais e um dos finais mais impactantes do cinema.Gabriel Santos

Pantera Negra

Guerra Infinita foi um verdadeiro marco. Porém, é preciso destacar e parabenizar o grande feito que foi Pantera Negra. O filme solo do Rei de Wakanda não era apenas sobre um super-herói. Mas sim, sobre o líder de uma nação africana, resultando em um longa representativo, político e muito importante para o cinema.

Junto de todo esse discurso, intencional e não intencional, ao mesmo tempo, somos presenteados com cenas de ação incríveis, uma trama emocionante e momentos divertidos, principalmente pelas ótimas piadas de Letitia Wright (Shuri) e sua interação com Chadwick Boseman (T’Challa). E ainda tivemos um dos melhores vilões do MCU e do cinema: Killmonger, interpretado brilhantemente por Michael B. Jordan. Um vilão resultado de tudo que sofreu e viu no mundo, com motivações verdadeiras e que nos faz pensar que ele não está tão errado assim.

Um filmaço. Para ver, rever e refletir. – Pedro Henrique Figueira

Sobre o Autor /

Equipe de redatores do site Trem do Hype

  • Os Melhores Filmes de 2018 | Trem do Hype
    3 anos ago

    […] os 10 melhores filmes dos últimos 12 meses. Foi um ótimo ano para o cinema, incluindo o gênero de super-heróis e as produções nacionais. E chegando a um consenso, elegemos os melhores baseando-se em nossas […]

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Start typing and press Enter to search