Impressões Finais | Animes de Julho/Verão 2017 – Parte 1

Com o fim do mês de setembro, também terminam os animes da temporada de julho de 2017. Foram 3 meses acompanhando diversas produções, e podemos dizer que houve grandes destaques de diferentes gêneros. Por conta disso, decidimos fazer nossas impressões finais dos animes que terminaram durante essa semana. Veja também a parte 1 e parte 2 dos principais animes de julho/2017, além dos animes mais bizarros dessa temporada

Re: Creators

Episódios: 22

Estúdio: TROYCA

Fonte: Original

Gênero: Ação, Sci-Fi, Fantasia

Duração: 24 minutos

Nota no MyAnimeList: 7.67*

Não estamos falando de um anime que começou na temporada de julho, mas que terminou nela. Re: Creators se destaca, a princípio, pela sua proposta: Já se perguntou se algum personagem de anime ou jogo existisse na vida real? A ideia da história é exatamente essa. Ou seja, esses personagens saem de seus mundos e vão parar aqui no nosso. A trama gira em torno de como isso aconteceu, além de criar reflexões sobre o poder das pessoas de criar universos paralelos que realmente existem, como se fossem deuses.

Aqui são explorados os mais diversos gêneros, que vão desde o seinen (gênero mais adulto e violento, para adultos) até o mahou shoujo (gênero focado em garotas mágicas, para crianças), além das mais variadas mídias, como light novels, mangás e games. Essa riqueza cultural, aliada ao carisma dos personagens, permite que o anime agrade todo tipo de público.

Um dos pontos mais interessantes é a forma como cada personagem tem um plano de fundo bem trabalhado, sem escolher necessariamente um protagonista ou apenas um plano de vista. Até mesmo os criadores por trás das tramas ganham destaque e são fundamentais para o desenrolar da história.

Enquanto sua primeira temporada foca em apresentar todos os elementos e já desenvolver os primeiros confrontos, a segunda parte perde um pouco do ritmo dinâmico para explorar o grande plano contra a vilã. É aí que as lutas ganham um nível de qualidade e tensão ainda maiores. Com certeza é um dos animes na briga pelos melhores do ano.

Aho Girl

Episódios: 12

Estúdio: Diomedea

Fonte: Mangá 4-Koma

Gênero: Comédia, Escolar

Duração: 12 minutos

Nota no MyAnimeList: 7.40*

Se você gosta de comédia, um dos destaques dessa temporada foi, sem dúvidas, Aho Girl. Ele tem como protagonista uma garota cuja característica principal é sua estupidez, além de ser apaixonada pelo seu amigo de infância e adorar comer bananas.

O anime tem uma duração bem curta, onde a cada episódio de 12 minutos são contadas cerca de 4 histórias. Essa escolha permite um maior dinamismo nas situações, além de ser uma ótima forma de adaptar um mangá 4-koma.

Os mangás 4-Koma costumam ter esse formato

Assim como é comum em comédias, os personagens contam com estereótipos marcantes e bem exagerados. A protagonista funciona perfeitamente como alívio cômico, sem se tornar repetitiva, já que o leque de piadas com uma personagem idiota é gigante, ainda mais no universo de Aho Girl.

Os recursos mais explorados são o non-sense e as paródias, que vão funcionar mais ainda se você conhece os clichês de animes em geral. Por outro lado, dependendo do seu humor, pode ser que a personagem seja irritante, mas como o anime é curto, vale a pena dar uma olhada.

Tsurezure Children

Episódios: 12

Estúdio: Studio Gokumi

Fonte: Mangá 4-Koma

Gênero: Comédia, Romance, Escolar.

Duração: 12 minutos

Nota no MyAnimeList: 7.92*

Outro anime curto, também com a tendência de 4 histórias sendo contadas em 12 minutos a cada episódio, Tsurezure Children consegue trazer o melhor da comédia romântica desta temporada. Ele é focado em diferentes casais de estudantes, explorando os mais diversos tipos de romance. Portanto, nele vemos desde o casal mais tímido até o mais ousado.

Também são exploradas as mais variadas situações possíveis, incluindo a confissão e o término, passando pela aproximação do casal, brigas e ciúmes. Para quem já esteve em um relacionamento, vai se identificar com as cenas e com os tipos de namorados. Já para aqueles que ainda não passaram por isso, vale a pena rir e entender um pouco o que se passa na cabeça do sexo oposto.

O maior destaque aqui está no próprio roteiro, pela forma como ele consegue incluir tantas histórias diferentes e relacioná-las com o público. O elenco é bem grande e diverso, então isso também facilita essa identificação. O formato de esquete também é um bom atrativo.

Koi to Uso

Episódios: 12

Estúdio: LIDENFILMS

Fonte: Mangá

Gênero: Drama, romance, escolar.

Duração: 24 minutos

Nota no MyAnimeList: 7.04*

E já que estamos falando de romance, vamos indicar também um anime que entra de cabeça no assunto. Um dos melhores do gênero nesta temporada foi Koi to Uso, que apresenta um excelente conceito narrativo. No anime, o governo japonês criou um método para combinação de casais, que devem ser seguidos a rigor. O protagonista da história é um garoto que se vê dividido entre seu amor de infância e sua esposa designada.

Koi to Uso é um daqueles animes que sempre te deixa ansioso para o próximo episódio, principalmente pela sua trama profunda e cliffhangers. Ele tem como foco principal o triângulo amoroso que se forma, dividindo o público entre quem o protagonista deve escolher, sem nunca privilegiar nenhum dos lados. Para quem gosta do gênero, aqui você encontrará um prato cheio.

Nana Maru San Batsu

Episódios: 12

Estúdio: TMS Entertainment

Fonte: Mangá

Gênero: Jogo, Escolar

Duração: 23 minutos

Nota no MyAnimeList: 6.90*

Para terminar a lista, também foi lançado um anime que chama atenção pelo tema peculiar, mas que surpreende pelos elementos de shonen. A história é focada no universo dos quizes, que são muito populares no Japão, e alguém deve ter se perguntado: Por que não fazer um anime disso?

É legal ver que o protagonista é um nerd de raiz, daqueles que passam a maior parte do tempo na biblioteca e têm dificuldade para falar com garotas. Acompanhamos toda a história do “Clube de Quiz” do seu colégio desde sua criação até os campeonatos.

Mesmo que o conceito se resuma a responder perguntas, o anime ainda explora outros elementos, como o fato de ser o primeiro a apertar o botão, criando uma enorme competitividade. Além disso, a animação também consegue ser bem didática, fazendo com que o público aprenda alguma coisa enquanto assista. Além de tudo isso, o que mais me chamou atenção é como ele consegue transformar algo chato e banal em uma torneio competitivo, com regras e desafiantes dignos de um shonen.

*Notas retiradas do site MyAnimeList no dia 22/09/2017

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Start typing and press Enter to search