HBO anuncia novas produções originais brasileiras no Rio2C

Nesta quinta-feira (05), a HBO Latin America anunciou suas novas produções originais brasileiras durante o painel “HBO apresenta – Novas Narrativas: Alta Qualidade“. Ele foi apresentado pelo vice-presidente corporativo de Produções Originais da HBO Latin America, Roberto Rios.

O Hóspede Americano

A primeira série a ser apresentada foi O Hóspede Americano, coprodução da HBO Latin America e da Cygnus Media. Baseada em fatos reais, ela retrata a viagem do presidente americano Theodore Roosevelt em Rondônia, em 1913. A produção também explora sua relação com o pacifista militar Coronel Cândido Rondon, que já era um ícone no Brasil.

A série contará com atores brasileiros e estrangeiros e o começo das filmagens está previsto para o dia 7 de maio. Durante o painel foi apresentada uma animação em preto e branco na selva, representando o lado caçador do personagem.

A produtora Carla Affonso e o diretor Bruno Barreto estavam no evento e comentaram o que podemos esperar da série:

“É uma história sobre duas forças da natureza, tanto Theodore Roosevelt quanto Rondon sendo domados pela natureza. Vai ser uma narrativa totalmente diferente de tudo que foi feito sobre selva, porque será focado nos personagens e no conflito que existe latente nessa jornada”, disse Bruno Barreto, que também afirmou ser o projeto da vida dele.

Hard

A segunda coprodução apresentada foi Hard, uma parceria entre a HBO Latin America e a Gullane Filmes, que será adaptada de uma série francesa. Na história, uma advogada aposentada, após ficar viúva, descobre que seu marido trabalhava com uma produtora de filmes pornográficos. A primeira temporada da série terá seis episódios e conta com supervisão artística de Daniel Rezende, que comentou que a produção aborda assuntos sérios mesmo sendo uma comédia:

“É uma série muito interessante porque ela é uma comédia, mas ao mesmo tempo ela discute questões de preconceito, de sexualidade, de feminismo. Ela parte desses princípios super interessantes pra gente falar da sociedade, só que a gente acaba rindo e se divertindo com as situações muito inusitadas que ela passa”.

Atualmente, a série está no processo de roteiro, pois a adaptação pretende trazer a premissa para a realidade brasileira e atualizá-la para os dias atuais. Segundo o produtor Fabiano Gullane, a produção terá três temporadas, totalizando 18 episódios, sendo que a primeira chega no próximo ano.

Santos Dumont: Mais Leve que o Ar

A primeira coprodução de uma minissérie histórica também esteve presente no evento. Santos Dumont: Mais Leve que o Ar será baseada na vida do pioneiro da aviação brasileira, se tornando o primeiro ser humano a voar em um avião. Ela será gravada em quatro línguas, sendo a maioria em francês.

A série será dirigida por Fernando Acquarone e Estevão Ciavatta, que estavam no painel, assim como o ator João Pedro Zappa, que interpretará Santos Dumont em sua vida adulta. Zappa apareceu de surpresa, caracterizado com roupas de época para falar sobre seu personagem:

“É um personagem muito rico, muito profundo, denso, enfim, um gênio, como todos os gênios têm suas perturbações internas que levaram ele a criar as maravilhas que ele criou e também a viver uma vida, por vezes, bastante sofrida também.”

O diretor Fernando Acquarone contou que a ideia do projeto era contar a história de Santos Dumont do jeito certo:

“Santos Dumont é um nome muito conhecido, mas a pessoa é muito desconhecida. A história dele, para o grande público, se resume ao 14 bis, relógio de pulso, mas ele foi um pioneiro muito maior do que a gente acha”.

O desafio da série é recriar essas e outras invenções na Paris de 1900. Durante o painel, foi exibido um vídeo com artes conceituais da produção com cores vivas, que é um dos objetivos da série. Santos Dumont: Mais Leve que o Ar terá seis episódios e é uma coprodução entre a HBO Latin America e a Pindorama.

Pico da Neblina

A última novidade foi a apresentação da série original Pico da Neblina, que conta com direção geral de Fernando Meirelles e Quico Meirelles. Ela se passa em uma São Paulo ficcional, e aborda as consequências legalização da maconha. O protagonista será um jovem traficante que pretende deixar a criminalidade de lado para vender o produto dentro da lei. O diretor Quico Meirelles comentou sobre a proposta do projeto:

“A ideia da série é discutir um pouco a linha cinzenta entre o mundo da legalidade e da ilegalidade. Ao mesmo tempo, o protagonista, sendo da periferia e negro, e querendo fazer essa mudança de vida, acaba virando um peixe fora d’água nos dois universos: tanto no mundo da elite paulistana, onde ele está querendo entrar e acaba sendo visto de um jeito diferente; quanto quando ele volta para casa e a relação dele com a família muda.”

A escolha do protagonista foi feita de uma maneira um pouco incomum. Foi pedido para que jovens, atores e não atores, gravassem seus próprios testes e enviassem pelas mídias sociais da O2 Filmes. No fim, mais de 1100 vídeos foram recebidos e a seleção já está sendo feita.

Pico da Neblina será composta por dez episódios.

Rio2C – Rio Creative Conference acontece entre os dias 3 e 8 de abril na Cidade das Artes, Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Start typing and press Enter to search